Saiba como evitar acidentes na piscina

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Bóia de segurança próxima a piscina linha prime

As altas temperaturas pedem atividades refrescantes como mergulhar na piscina quadrada. Mas mesmo com tanta diversão é preciso estar atento, pois sem os cuidados necessários os acidentes podem acontecer.

Um mínimo descuido pode ser fatal, por isso o ideal é crianças e adultos aprendam a nadar. Mas além disso existem medidas preventivas que ajudam a evitar afogamentos. Veja a seguir:

Medidas preventivas para evitar acidentes na piscina quadrada e redonda

  • Supervisão

É importante que o adulto que supervisiona as crianças na piscina de fibra pequena saiba nadar para responder rapidamente a situações perigosas.

  • Regras de segurança

As crianças devem aprender as regras básicas de segurança para entrar na piscina de fibra pequena. Por exemplo: notifique um adulto antes de entrar, não corra, não empurre os outros, não nade durante as tempestades, não brinque ou pule perto da borda e não mergulhe se eles não permitirem.

  • Aparelhos que evitem acidentes

Um dos aparelhos que uma piscina linha prime deve ter é o dispositivo que evita a sucção, isso evita que a piscina possa de alguma forma puxar o cabelo, roupa e partes do corpo que evitem que o banhista volte a superfície e provoque afogamento.

  • Coloque pisos antiderrapantes

O recomendado é que ao redor da piscina linha prime tenha pisos antiderrapantes pois ajudam a prevenir quedas. O piso não precisa ser emborrachado, basta apenas que não escorregue. As melhores opções para sua piscina são o piso cimentício, o cerâmico, o de madeira ou os ladrilhos hidráulicos.

  • Conheça seus limites

Lembre-se de que não apenas as crianças correm risco na piscina quadrada. Certifique-se de não exceder seus próprios limites. Se estiver muito cansado, desidratado ou tiver bebido álcool, evite entrar na água. Se você sofre de alguma lesão ou condição que limita sua mobilidade, certifique-se de sempre entrar com alguém.



Comentários no Facebook